sábado, 31 de março de 2012

Ex-presidente Menem será julgado na Argentina

O ex-presidente argentino Carlos Menem (1989-1999) deve responder à acusação de encobrimento na investigação do ataque ao centro judaico AMIA em 1994, que deixou 85 mortos e 300 feridos, disse na sexta-feira o Centro Informação Judicial (CIJ).

A promotoria acusa Menem de ter cometido o crime de "ocultação agravada" da "conexão local" do ataque, cujos autores materiais e intelectuais à justiça atribuí aos líderes iranianos, incluindo o ex-presidente Ali Rafsanjani (1989-1997), disse o comunicado.

A Justiça encontrou evidências de que os serviços estatais de inteligência e forças de segurança encobriram e apagaram pistas para cúmplices locais dos terroristas durante o governo Menem.

Via PatriaGrande